Flamengo empata com a LDU no Maracanã, mas garante vaga nas oitavas de final da Libertadores

 Flamengo empata com a LDU no Maracanã, mas garante vaga nas oitavas de final da Libertadores

(Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Rubro-Negro ficou no 2 a 2 com os equatorianos. Pedro e Gustavo Henrique marcaram

 

Tudo igual e vaga garantida! Com equipe bastante modificada, o Flamengo empatou em 2 a 2 com a LDU, nesta quarta-feira (19), no Maracanã, pela quinta rodada do Grupo G da Libertadores, e carimbou o passaporte para as oitavas de final da competição, chegando aos 11 pontos na chave. Pedro e Gustavo Henrique fizeram a favor dos donos da casa, entretanto, Guerra e Jhojan Julio deram números finais ao duelo. Agora, com a igualdade, o Mais Querido, já classificado para o mata-mata do torneio continental, terá ainda a partida diante do Vélez, no mesmo estádio, como último compromisso nesta fase.

O primeiro tempo começou bem para o Rubro-Negro, que rapidamente tomou as rédias do jogo e controlou as primeiras ações, apesar de um chute dado por Amarilla perto do travessão. Mas o domínio dos cariocas foi subitamente desfeito quando Willian Arão, aos 14 minutos, após cometer uma falta dura no próprio camisa 7  dos equatorianos, recebeu cartão amarelo e foi expulso. Com isso, o time de Ceni passou a se defender, ficando sem tanta posse de bola, e viu o adversário oferecer perigo à meta de Gabriel Batista. Porém, mesmo com um a menos, o clube da Gávea conseguiu abriu o placar, com gol chorado de Pedro.

Aos 31, depois de belo cruzamento de Matheuzinho, a defesa da LDU tirou parcialmente e a sobra veio para o camisa 21, que brigou, ganhou na força física do zagueiro e, na raça, pôde finalizar de perna direito por baixo do goleiro Gabbarini, para balançar as redes no Maracanã. Mas a alegria de quem estava com 10 jogadores em campo e em vantagem no marcador foi por pelo cano, três minutos posteriores ao tento. Isso porque Alcívar, ao dominar um passe vindo do escanteio, mandou na área e Franklin Guerra, sozinho, subiu mais alto que toda a zaga e testou firme, sem chances para o arqueiro . Ambas as equipes ainda tiveram uma oportunidade cada para ficar na frente, com Amarilla e Léo Pereira, mas sem sucesso.

Na volta do intervalo, o Flamengo, a exemplo da primeira etapa, entrou a todo vapor e disposto a fazer o segundo gol. E quase conseguiu, com uma boa cabeçada de Gustavo Henrique. Porém, em noite sem muita criatividade e triangulações, os equatorianos aproveitaram as brechas na marcação dos donos da casa, sempre bastante contestada pela torcida, e viraram o confronto, aos 14 minutos: Muñoz cruzou pela faixa direita do gramado e a bola chegou em Amarilla, que tocou para trás em direção a Johjan Julio. O camisa 10 dominou tirando de Bruno Viana e chutou forte à meta de Gabriel Batista, fazendo o 2 a 1.

No prejuízo, o Rubro-Negro foi para cima buscando a igualdade, mas sempre esbarrando na falta de competência e criação das jogadas. Após muita pressão e uma falta sofrida por Bruno Henrique perto da grande área, o time de Rogério Ceni, enfim, conseguiu empatar e garantir a vaga nas oitavas de final da competição. Arrascaeta jogou no bolo de jogadores e Gustavo Henrique, no terceiro andar, mandou consciente para o fundo das redes. Como o 2 a 2 foi já ao fim da partida, por volta dos 42 minutos, praticamente não houve mais tempo e nem organização tática para que ambas as equipes pudessem sair com os três pontos.

Agora, o Flamengo tem o último confronto da fase de grupos com o Vélez, no Maracanã, e já entra com o passaporte carimbado à fase eliminatória da Libertadores, que será definida por sorteio a ser feito pelo Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). Porém, antes, o Mais Querido vai a campo diante do Fluminense, no sábado (22), às 21h05, pelo segundo e decisivo jogo da final do Campeonato Carioca – o primeiro terminou em 1 a 1.

POR BRUNO GENTILE

 

Posts Relacionados