Sergipe registra queda de 3,6% em solicitações para seguro-desemprego

 Sergipe registra queda de 3,6% em solicitações para seguro-desemprego

O número de trabalhadores que solicitaram o seguro-desemprego diminuiu. Os dados do Boletim Sergipe Econômico mostram que 1.546 pessoas fizeram a requisição na primeira quinzena de setembro de 2021, representando uma redução de 3,6% comparando com o mesmo mês do ano anterior. Somado às solicitações da segunda quinzena, o total foi de 2.926 pedidos no mês, uma redução de 2% em relação a agosto de 2021.

Segundo o economista e professor da Universidade Tiradentes (Unit), Josenito Oliveira, os números são bons. “Se esse número está caindo, significa que mais pessoas estão empregadas ou, então, o mercado está absorvendo. Desde maio que começa essa recuperação do emprego. Em março e abril, tivemos saldo negativo de desempregados em Sergipe e em maio, junho, julho e agosto, tivemos saldo positivo”, explicou.

Alguns fatores que influenciaram nisso são o avanço da vacinação contra a covid-19 e a retomada na prestação de serviços como restaurantes, bares e eventos, uma das áreas mais atingidas pela pandemia. Há expectativa de que, com as festas de final de ano, as empresas contratem novos funcionários, mesmo que temporariamente, mas que podem ser efetivados após o período.

Um outro assunto vem à tona quando se fala sobre desemprego: a fome. Cerca de 20 milhões de brasileiros fazem parte do mapa da fome e vivem em pobreza ou extrema pobreza. “É necessário que o Governo Federal reveja a sua política, que hoje privilegia os grandes investidores e o agronegócio, exportando nossa comida e deixando nosso povo com fome. A população está com a renda comprometida. Então, é necessária a retomada desses empregos para que as pessoas tenham dignidade e renda, e que isso volte a movimentar a economia”, concluiu o economista.

Assessoria de Imprensa | Unit

Posts Relacionados