Qualidade dos cabelos: Como o pH da água pode interferir?

 Qualidade dos cabelos: Como o pH da água pode interferir?

O bem-estar dos cabelos sempre foi uma preocupação para muitas pessoas e, com o passar dos anos, a indústria de cosméticos investiu de forma intensiva em produtos que beneficiam todos os tipos de cabelo. Porém, existem técnicas e recomendações que podem fazer a diferença nas madeixas sem envolver nenhum tipo de produto, um desses exemplos é monitorar o pH e a temperatura da água na qual os cabelos são lavados diariamente.

PH é uma abreviatura que significa “potência do hidrogênio”, é uma escala usada em química para denotar a acidez ou alcalinidade (basicidade) de uma solução aquosa. Os cabelos normais, sem tingimento e sem danos possuem um pH de 4,5 a 5,5.

De acordo com Edmar Cláudio, professor de terapia capilar no curso de Estética e Cosmética na Universidade Tiradentes, a água fria é ideal para cuidar dos cabelos. “Nosso organismo possui mecanismos de regulagem de temperatura, assim nos protegemos do calor e do frio e com água quente nos cabelos não é diferente. Primeiro, a alta temperatura naturalmente promove uma desidratação da fibra e da pele do couro cabeludo, em seguida iremos aumentar a produção de óleos para tentar proteger a pele dessa agressão, o resultado são fios mais secos e couro cabeludo mais oleoso”.

Em relação ao pH da água, cada cidade ou região pode possuir diferentes tipos de minerais presentes na mesma. Por exemplo, o pH mais alcalino faz com que as cutículas dos fios fiquem abertas, adquirindo a textura mais porosa. Em países da Europa e nos Estados Unidos, a água apresenta essa característica. Enquanto isso, na Argentina, a água conta com maior concentração de sódio. Esse componente é prejudicial ao couro cabeludo, podendo causar irritação e diminuindo o brilho dos cabelos. Por outro lado, em locais onde o pH da água é mais básico e a sua composição mineral é mais pura, pode-se sentir que os cabelos ficam mais brilhantes e sedosos.

Edmar destaca que as mudanças que podem ser promovidas na água que utilizamos para lavar o cabelo, podem melhorá-lo. “A água que normalmente sai da torneira possui alguns metais pesados como cálcio, magnésio e ferro, além de carbonato, bicarbonato, cloreto e sulfato. Estes ativos unidos ao pH neutro da água na faixa de 7  promovem enrijecimento e endurecimento da fibra, é por isto que só em molhar já vemos um cabelo rígido, pesado e difícil de pentear. Como proteger? Adicione um filtro ao seu banho, pode até ser os que vem em formato de ducha, como ele a água vem mais pura, límpida e seus cabelos ficarão bem mais saudáveis e com muito mais brilho. Esta simples mudança na água associado a um bom cronograma de tratamento irá melhorar e muito a qualidade dos seus cabelos”.

Assessoria de Imprensa | Unit

Posts Relacionados