O Pink Money que faz girar o carrossel da economia 

 O Pink Money que faz girar o carrossel da economia 

Businessman in a suit holding pink piggy bank with both hands, isolated on white background.

Você sabe o que é Pink Money? É o termo usado para caracterizar a comercialização de produtos para o público LGBTQIA+. Embora algumas pessoas vejam o termo como pejorativo, na realidade este termo foi criado para caracterizar o chamado consumo ideológico, aquele tipo de consumo que respeita valores sociais e éticos dos consumidores, que tem crescido cada vez mais na sociedade de consumo. E é cada vez maior a quantidade de marcas que promovem ações e produtos voltados para este perfil de consumidor com alto poder aquisitivo e grande potencial de consumo.

De acordo com a professora de Direito do Consumidor da Unit, Valquíria Falcão, as empresas buscam a identificação e admiração dos consumidores, que vão celebrar mais facilmente contratos de consumo com empresas que se sintam representadas.

“O público atendido pelo Pink money (assim como o black money, green money, empresas cruelty free, etc) tem crescido cada vez mais, os consumidores LGBTQIA+ normalmente apresentam um potencial de consumo muito maior que os consumidores heterossexuais”, pontua.

“Quando o assunto é Pink Money, estamos falando de produtos e serviços voltados aos grupos LGBTQIA+ que buscam promover a igualdade, respeito e promoção da diversidade entre todos os meios sociais”, completa.

Segundo pesquisa da inSearch Tendências e Estudos de Mercado, com uma população estimada em 18 milhões de pessoas no Brasil, 78% dos gays têm cartão de crédito e gastam até 30% mais em bens de consumo do que os heterossexuais. A renda elevada se explica pelas classes sociais em que estão inseridos: 36% pertencem a A e 47% a B.

Como surgiu esse movimento? 

O termo ”dinheiro cor-de-rosa” [pink money] surgiu nos Estados Unidos no final da década de 1970, quando vários grupos homossexuais estavam organizados juridicamente e não dispunham de patrocinadores para suas ações. Unido, o movimento gay americano definiu um dia de protesto nacional. Neste dia, toda a nota de um dólar que passasse na mão de um gay deveria ser riscada com uma caneta rosa (pink) no canto superior direito. Da noite para o dia, milhares de milhões de notas amanheceram coloridas apontando a força do pink money.

Assessora de Imprensa | Unit

Posts Relacionados