Movimento Polícia Unida busca apoio do deputado federal Laércio Oliveira na luta pelo adicional de periculosidade

 Movimento Polícia Unida busca apoio do deputado federal Laércio Oliveira na luta pelo adicional de periculosidade

O Movimento Polícia Unida esteve reunido nesta quarta-feira, 26, com o deputado federal Laércio Oliveira para ressaltar a luta coletiva pelo adicional de periculosidade dos policiais civis, policiais militares e bombeiros militares de Sergipe e solicitar apoio na tentativa de abertura de diálogo das entidades sindicais com o governador Belivaldo Chagas.

 

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE), Adriano Bandeira, mostrou-se satisfeito com a conversa e elogiou a capacidade de Laércio Oliveira na criação de um espaço de diálogo e interlocução.

“Tivemos a oportunidade de conversar com ele tratando sobre o adicional de periculosidade e contextualizar sobre as ações do Movimento Polícia Unida. Ele é conhecido pelo poder de mediação e conciliação e, por isso, nós ficamos satisfeitos pela oportunidade de deixá-lo ciente de nossa luta”, destacou Adriano Bandeira.

O deputado federal destacou que solicitará uma reunião do governador Belivaldo com representantes do Movimento Polícia Unida, que está há mais de 255 dias sem respostas, e enalteceu a união das forças de Segurança Pública. “É uma satisfação receber essas entidades que formam um Movimento que é exemplo para a sociedade, pois a união apresenta caminhos e alternativas para solucionar conflitos. Não posso prometer muita coisa, mas serei porta-voz para levar o pedido de diálogo ao governador Belivaldo Chagas”, finalizou.

Movimento Polícia Unida

O Movimento Polícia Unida já conta com o apoio de diversas autoridades políticas, a exemplo de deputados federais e deputados estaduais. No entanto, ainda há uma indisposição ao diálogo por parte do governador Belivaldo Chagas, que já foi oficiado para uma reunião e há mais de 255 dias permanece em silêncio com as nove entidades sindicais que representam o Movimento.

O Movimento Polícia Unida é formado por nove entidades sindicais e representativas: Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE); Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE); Associação Militar Única; Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares do Estado de Sergipe (Aspra); Associação dos Oficiais Militares de Sergipe (Assomise); Associação Integrada de Mulheres da Segurança Pública em Sergipe (Asiusep); Associação dos Militares do Estado de Sergipe (Amese); Associação dos Militares da Reserva Remunerada e Pensionistas do Estado de Sergipe (Asmirp/SE); e Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros (ACS-SE).

 

Por Daniel Villas Boas

 

Posts Relacionados