Libertadores: Atlético-MG vence e garante classificação para oitavas

 Libertadores: Atlético-MG vence e garante classificação para oitavas

Galo bate América de Cali em jogo tenso, com protestos fora do estádio

 

O Atlético-MG garantiu a classificação antecipada para as oitavas de final da Copa Libertadores após derrotar o América de Cali (Colômbia) por 3 a 1, nesta quinta-feira (13) no estádio Romelio Martínez, em Barranquilla.

Com a vitória, o Galo chegou a 10 pontos, e não pode mais ser alcançado pelo terceiro colocado La Guaira (Venezuela), que ficou com apenas 3 pontos após ser derrotado na última quarta-feira (12) pelo Cerro Porteño (Paraguai)

Protestos fora do estádio

A classificação do Galo foi obtida em uma partida realizada em clima tenso. Na parte de fora do estádio manifestantes entraram em confronto com forças de segurança, e bombas de gás lacrimogênio foram lançadas. Os efeitos das bombas foram sentidos pelos jogadores, o que obrigou a partida a ser interrompida em vários momentos.

Vitória de virada

Com a bola rolando, o Atlético-MG começou melhor, e contou com o bom momento de Hulk para começar a construir sua vitória. Aos 20 minutos o camisa 7 marcou de cabeça após Nacho Fernández cruzar com perfeição. Este foi o quinto gol do atacante na atual edição da Libertadores.

Três minutos depois o time da casa igualou o marcador. Após rápido contra-ataque, o atacante Santiago Moreno bateu para vencer o goleiro Everson.

Mas o Galo era superior, e na etapa final conseguiu garantir a vitória. Aos 8 minutos Guilherme Arana recebeu de Savarino e bateu no ângulo para fazer o gol da virada. O triunfo foi sacramentado já nos acréscimos da partida, quando o chileno Eduardo Vargas recebeu de Diego Tardelli, se livrou do goleiro com um chapéu e tocou livre para o gol.

Próximos compromissos

O Atlético-MG volta a entrar em campo no próximo domingo (16), quando mede forças com o América-MG na primeira partida da final do Campeonato Mineiro. Pela competição continental, o Galo pega o Cerro Porteño na quarta-feira (19).

 

Edição: Fábio Lisboa

Gás lacrimogêneo foi respirado por atletas em campo após manifestações do lado de fora

O jogo entre América de Cali e Atlético-MG, pela Libertadores, foi interrompido diversas vezes na noite desta quinta-feira, em meio a protestos que estavam prometidos para o entorno do estádio, em Barranquilla.

 

Os atletas das duas equipes respiraram gás lacrimogêneo e tiveram que lavar o rosto e sair de campo. O médico do Atlético-MG, assim como o técnico Cuca, conversaram sobre a possibilidade de continuidade da partida, que estava empatada em 1 a 1 ainda no primeiro tempo. Minutos depois, a partida foi retomada, mas chegou a parar por quatro oportunidades.

Vale lembrar que a Conmebol bancou a realização do jogo no palco dos protestos, que são motivados pela  revolta da população com a reforma tributária no país. Antes da partida começar, já havia movimentação fora do estádio Romello Martinez com críticas ao governo.

Os manifestantes pediram o cancelamento do jogo, com o slongan “Sem paz, sem futebol”.

 

Segundo o regulamento da entidade, “A interrupção, suspensão e abandono do campo de jogo ou cancelamento da partida são o último recurso possível e somente poderão ocorrer quando houver uma ameaça clara e iminente à segurança dos jogadores, oficiais e/ou público”.

A situação já havia ocorrido no duelo entre Júnior e River Plate, na última quarta-feira, quando jogadores argentinos sofreram com a nuvem de gás lacrimogêneo.

 

 

Posts Relacionados