Incentivo à doação de leite materno é intensificado na pandemia

 Incentivo à doação de leite materno é intensificado na pandemia

Por Roberta Andrade e Raquel Passos

O Brasil é o décimo país em número de prematuros no mundo, nascendo uma média de 350.000 anualmente. Esses bebês não conseguem mamar no peito da mãe, pela prematuridade, privando-se desse alimento, que é o melhor para reduzir a mortalidade e morbidade.

A especialista em pediatria pela SBP, presidente do Comitê de Aleitamento Materno da Sociedade Sergipana de Pediatria, professora da Universidade Tiradentes, Izailza Matos acredita que, em tempos de pandemia, a importância e estímulo à doação de leite materno é ainda mais urgente. “Há necessidade de uma melhora do sistema imunológico para nossos recém-nascidos e isso só é possível com o aleitamento materno. É essa composição balanceada que possibilita ao leite materno oferecer os melhores nutrientes para o crescimento e desenvolvimento saudável das nossas crianças”, pontua.

Além disso, a proteção imunológica e a adequada nutrição aumentam o vínculo de amor entre mãe e filho proporcionando um melhor desenvolvimento afetivo e psicológico.

Segundo Izailza, na pandemia, os bancos de leite estão utilizando estratégias para aumentar a doação. “É o caso da formação de grupos de WhatsApp com as doadoras indicando outras mães. A equipe disponibiliza também telefones para que se tirem as dúvidas. Como também a ida da equipe de saúde na residência da doadora para auxiliar na primeira ordenha”, enfatiza a médica.

Dia Nacional de Doação de Leite Humano.

Neste ano, a campanha de aleitamento materno traz o tema: “A pandemia trouxe mudanças: a sua doação traz esperança”. A missão é facilitar a doação e promover a amamentação. A proposta do Dia Mundial da Doadora de Leite Humano surgiu no 5º Congresso Brasileiro de Bancos de Leite Humano, em 2010, em Brasília, em 19 de maio. Essa data foi instituída pela Lei 13.227/2015.

Para colaborar nessa missão, a Universidade Tiradentes, é uma das instituições apoiadoras das ações de incentivo ao aleitamento materno em Sergipe. Por isso, na Semana de Enfermagem, no dia 20, às 18 horas, haverá uma mesa-redonda virtual com a professora Izilda Matos; Debora Cristina Leite Fonte; e Silvia Atanásio.

 

Bancos de leite humano

Saiba onde realizar a sua doação de leite materno em Sergipe:

Maternidade Nossa Senhora de Lourdes: Banco de Leite Humano Marly Sarney, Rua Mato Grosso, 1401, José Conrado Araújo, Aracaju/Se. Contato: (79) 3226-6301.

Banco de Leite Humano Irmã Rafaela Pepel: Rua Jackson de Figueiredo, 401, Centro de Itabaiana. Contato: (79) 3432-3500 ou 99195-0091.

Maternidade Zacarias Júnior: Banco de Leite Humano Zóed Bittencourt: Rua Hipólito Santos, s/n, Centro de Lagarto. Contato: (79) 3631-2723.

Coleta – Posto de Coleta do Hospital Santa Isabel ‘Dr. Fernando Guedes’: Avenida Simeão Sobral s/n, Bairro Santo Antônio, em Aracaju. Contato (079) 3212-4900.

Assessoria de Imprensa | Unit

Posts Relacionados