Energia ficará 8,90% mais cara em Sergipe após reajuste médio da Aneel

 Energia ficará 8,90% mais cara em Sergipe após reajuste médio da Aneel

Para os consumidores de alta tensão, o reajuste médio vai ser de 9,43%

Economia | Por Laís de Melo

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) concedeu reajuste médio de 8,90% nas tarifas da Companhia de Energia de Sergipe (Energisa). O aumento impactará o consumo dos usuários de baixa tensão em média em 8,66%, e os de alta tensão em 9,43%.

As novas tarifas entraram em vigor nesta quinta-feira (22). A agência reguladora também aprovou reajustes para as companhas dos estados da Bahia, Rio Grande do Norte e Ceará.

De acordo com a Aneel, foram tomadas ações para mitigar as tarifas e manter o reajuste em um dígito, entre elas a conta-covid. “Esse trabalho foi realizado com total transparência com os agentes e respeitando rigorosamente os compromissos previstos em contrato”, aponta a agência em nota.

Ainda conforme a Aneel, os fatores que impactaram o reajuste foram os custos com distribuição, pagamento de encargos setoriais e aquisição de energia.

“Vale a pena destacar que o reajuste de Sergipe foi o menor entre as quatro companhias. Todos estão parecidos, mas o de Sergipe foi o menor. E mesmo com esse aumento de tarifa, que é norma e acontece todo ano, continua sendo a terceira tarifa mais barata do Nordeste, entre as distribuidoras com mais de 500 mil clientes”, ressalta o assessor de comunicação da Energisa, Bruno Galba.

Edição de texto: Monica Pinto

Posts Relacionados