Como funciona a renda fixa e por que se tornou atrativa para os investidores?

 Como funciona a renda fixa e por que se tornou atrativa para os investidores?

A renda fixa tem chamando a atenção dos investidores. Isso porque o Copom (Comitê de Política Monetária) aumentou uma das principais taxas que influenciam a rentabilidade destas aplicações: a Selic. A quinta alta consecutiva de 2021 elevou a taxa de 6,25% para 7,75% ao ano. Com isso, os investimentos em renda fixa se tornaram uma ótima opção para remunerar melhor os poupadores, com rendimento anual podendo chegar a 11,91%.

Para os investidores iniciantes, o pró-reitor de Marketing, Vendas e Relacionamento da Universidade Tiradentes (Unit), professor Luis Beltrami, explica. “A renda fixa é uma modalidade de investimento na qual uma pessoa (credor) empresta seu dinheiro para uma instituição, que pode ser o governo, um banco ou uma empresa, em troca de uma remuneração. Diferente da renda variável, o investidor conhece na renda fixa, de forma antecipada, como seu dinheiro será remunerado, de forma que é considerado um investimento conservador”.

 Ou seja, neste tipo de investimento, é possível visualizar de forma antecipada o valor mínimo a ser aplicado, qual o tipo de rendimento, que normalmente é atrelado a um indicador, a exemplo da Selic, e qual  prazo de vencimento do investimento, se possui resgate imediato ou só após esse período máximo da aplicação.

Além da Selic, a rentabilidade das aplicações em renda fixa também é influenciada pela inflação, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), CDI (Certificado de Depósito Interbancário) e taxa prefixada. O índice acumulado de inflação no último ano foi de 10,67%, e até novembro o CDI estava com percentual bem próximo à taxa Selic, com 7,65%.

“Há diversas opções, como os CDIs (7,65% a.a.) até as LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) e as LCAs (Letras de Crédito dos Agronegócios), modalidades de renda fixa destinadas a financiar os setores imobiliário e de agronegócios, respectivamente, e que pagam um percentual do CDI (por exemplo, 130% do CDI ao final da aplicação), além de serem isentos de Imposto de Renda”, disse o professor.

A renda fixa é a principal modalidade para quem está começando a investir. Entendendo o que é renda fixa, os principais produtos ofertados pelo mercado e os principais indicadores econômicos que influenciam a remuneração, o ideal é comparar os prazos das aplicações e a liquidez do investimento com o banco ou corretora de rendimentos.

 

Assessoria de Imprensa | Unit

Posts Relacionados