Bruno Henrique brilha de novo, Flamengo volta a vencer o Barcelona-EQU e está na final da Libertadores

 Bruno Henrique brilha de novo, Flamengo volta a vencer o Barcelona-EQU e está na final da Libertadores

Camisa 27 marcou duas vezes e pôs o Rubro-Negro na decisão para encarar o Palmeiras, no Uruguai

Ele decide! Em nova impecável atuação e desempenho de Bruno Henrique, o Flamengo afastou a zebra, confirmou o favoritismo nesta fase de semifinal, venceu mais uma vez o Barcelona-EQU por 2 a 0, nesta quarta-feira (29), no Monumental de Guayaquil – a ida também havia sido ganha pelo time da Gávea pelo mesmo resultado -, e agora está na grande decisão da Libertadores, na qual enfrentará o atual campeão, Palmeiras, no dia 27 de novembro, em Montevidéu, capital do Uruguai, em partida única. O Rei da América, autor dos dois tentos há uma semana, no Maracanã, voltou a dar alegria aos torcedores e decretou os números finais do confronto, anotando um em cada etapa.

O primeiro tempo foi marcado por eficácia dos cariocas e bastante vontade dos equatorianos, que tentaram finalizações e conclusões fortes à meta adversária, mas sempre esbarrando na ótima atuação de Diego Alves e na falta de pontaria. Quem assustou no início foi a equipe dona da casa, aos 6, quando Mastriani aproveitou cruzamento da faixa direita e cabeceou no meio do gol, nas mãos do goleiro, e aos 12, quando Castillo, lançado na frente, chutou direto pela linha de fundo. Só que foi o Rubro-Negro quem abriu o placar: aos 17, Everton Ribeiro enfiou para Bruno Henrique, com liberdade, entre os zagueiros e deixou o camisa 27  na boa no ataque. O ponta driblou Burrai e empurrou as redes vazias.

Apesar de ter tentado empatar em arremate de Pineida, aos 19, o Barcelona-EQU quase tomou o segundo, em duas oportunidades consecutivas, aos 20 e 21. Em bonita jogada individual, Gabigol alçou na área em direção a Bruno Henrique, que aparou de cabeça ao belga Andreas Pereira. O número 18 arriscou rasteiro, com quiques, e acertou uma bomba na direta da baliza. Em seguida, o centroavante tentou ludibriar o arqueiro na saída, porém, acabou não obtendo sucesso na tentativa. Enquanto isso, os mandantes seguiam apostando nas velocidades dos seus jogadores de lado do campo, entretanto, Rodrigo Caio e Gustavo Henrique, no lugar de David Luiz, lesionado, trataram de afastar tudo.

A partir daí, o jogo esfriou e o Flamengo passou a cadenciar mais o ritmo, administrando a posse de bola. E as principais possibilidades vieram dos pés do time da cidade de Guayaquil. Só que, em nova noite muito inspirada, Diego Alves apareceu bem e salvou três finalizações, duas cara a cara e uma de longa distância. Na volta do intervalo, mesmo com as substituições feitas no grupo comandado pelo técnico Fabián Bustos, o Rubro-Negro não deu nem tempo de o adversário ensaiar balançar a rede e ampliou, aos 4, de novo com Bruno Henrique: Everton Ribeiro foi lançado por Gabigol na faixa direita da área. Com liberdade, o camisa 7 tocou no ponta, que bateu tranquilo para anotar o seu segundo no jogo e o quarto dele no placar agregado.
O Barcelona-EQU sentiu demais desvantagem no marcador e, apesar disso, continuou tentando criar lances de perigo, mas sem sucesso e com certa afobação, diante de cerca de 15 mil torcedores presentes nas arquibancadas do Estádio Monumental, no Equador. Da metade para o fim, com o resultado e a vaga na decisão da Libertadores praticamente concretizados, ambas os treinadores começaram a efetuar mexidas, utilizando, assim, o banco de reservas e cumprindo a partida, de forma protocolar, até o apito final. Os cariocas, inclusive, aos 28, quase deixaram o terceiro, ao arrematar forte e rasteiro, rente à trave esquerda de Burrai. Os donos da casa, por sua vez, também por pouco não descontaram, aos 41, quando Martínez cabeceou e Diego Alves esticou-se todo para evitar, decretando os 2 a 0 e o passaporte à Montevidéu, no Uruguai.
Agora, o Flamengo terá alguns dias para comemorar a classificação. Isso porque a equipe da Gávea encara, no próximo domingo (3), o Athletico-PR, no Maracanã, às 16h, pela 23ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, e com a presença de torcida nas arquibancadas, já que a CBF e os clubes da Primeira Divisão, em Conselho Técnico, definiram o retorno do público nos jogos da elite do futebol nacional. Substituído por Gustavo Henrique depois de sentir dores no músculo adutor da coxa esquerda, David Luiz não estará à disposição do técnico Renato Gaúcho para o duelo.

POR BRUNO GENTILE

Posts Relacionados